Você sabe o que é employee experience e como usá-la a favor do seu negócio?

Se pensou em experiência do colaborador, é disso mesmo que estamos falando. 

Muito além do clima organizacional, esse conceito trata da vivência completa de cada profissional que interage com a sua empresa.

Desde que o colaborador assina o contrato até o instante em que ele deixa a organização, todas as impressões, opiniões e sentimentos contam. 

Pense em momentos como o onboarding, os primeiros treinamentos, o primeiro reconhecimento, a conquista da promoção e outros marcos na trajetória de seus colaboradores.

Você acha que o saldo final dessa experiência é positivo?

É isso que vamos descobrir neste artigo, que trata dos principais pontos da experiência do colaborador:

  • O que é employee experience
  • O índice de experiência do colaborador
  • Benefícios de uma experiência de qualidade
  • Passo a passo para criar seu programa.

Siga a leitura e aprenda a investir em seus colaboradores para colher grandes resultados.

O que é employee experience

Para saber o que é employee experience, ou EX, você precisa se colocar no lugar do colaborador e enxergar a empresa por uma nova perspectiva

A chamada experiência do colaborador, em português, é a soma de todas as percepções, vivências e opiniões dos profissionais em relação à empresa em que trabalham. 

Essa jornada se inicia na contratação, após a experiência do candidato, e perdura até o fim do vínculo empregatício. 

Basicamente, é uma visão mais ampla do relacionamento entre o indivíduo e a organização, que leva em conta todas as interações e pontos de contato.

Considerando que as pessoas têm pontos de vistas diferentes, essa experiência não é estática, mas a empresa deve se esforçar para que seja o mais satisfatória possível para todos. 

Com as transformações no ambiente de trabalho, é cada vez mais importante oferecer um bom clima organizacional e garantir o engajamento dos colaboradores.

Isso porque os talentos são o principal diferencial competitivo do negócio, e retê-los é a melhor estratégia para vencer a concorrência. 

Assim, a experiência do colaborador se torna um termômetro essencial para medir a performance e satisfação das equipes — e, consequentemente, os resultados do negócio.

Quanto melhor for essa vivência, mais chances a empresa tem de prosperar com a contribuição de seus talentos. 

Índice de Experiência do Colaborador (Employee Experience Index)

Para gerenciar a experiência do colaborador, é preciso ter algum critério de mensuração.

Afinal, o conceito é muito amplo e requer métricas para determinar a qualidade dessa experiência. 

Pensando nisso, a IBM criou o Índice de Experiência do Colaborador (Employee Experience Index), um indicador global sobre o ambiente de trabalho e seu impacto nos negócios.

Baseado em um um longo estudo da IBM em parceria com a Globoforce, o índice define a experiência ideal a partir de cinco critérios de avaliação:

  1. Pertencimento: é a sensação de fazer parte de um time, com o nível de integração ideal e pertencimento à cultura organizacional
  2. Propósito: é a compreensão do colaborador a respeito da importância de seu trabalho e impacto de seu desempenho no negócio
  3. Realização: é a sensação de missão cumprida ao concluir as tarefas e ter uma boa performance, relacionada ao sucesso profissional
  4. Felicidade: é o nível de satisfação e prazer no trabalho, que representa o vínculo emocional com a empresa
  5. Vigor: é a energia, empolgação e disposição dos colaboradores em dar o seu melhor pelos objetivos do negócio, além da resiliência frente aos desafios. 

Na pesquisa lançada em 2017, 96% das empresas com os melhores índices de experiência do colaborador reportam alta performance entre seus colaboradores. 

Ou seja: um bom score no índice está diretamente ligado ao desempenho positivo e retenção de talentos. 

Outra abordagem do mesmo índice que merece ser mencionada é a do autor Jacob Morgan, conhecido como “referência mundial em futuro do trabalho”.  

Segundo o ranking da experiência do colaborador proposto por Morgan, as três melhores empresas para se trabalhar no mundo são Facebook, Google e Apple.

Os critérios avaliados são o espaço físico, cultura organizacional e tecnologia, que classificam as empresas em nove categorias:

  1. Inexperiente: empresas que não investem na experiência do colaborador
  2. Tecnologicamente emergente: organizações focadas em melhorar o ambiente tecnológico
  3. Fisicamente emergente: empresas focadas em aprimorar o ambiente físico
  4. Culturalmente emergente: organizações voltadas à construção da cultura organizacional
  5. Engajada: empresas que unem o ambiente cultural ao físico
  6. Empoderada: corporações que desenvolvem o ambiente tecnológico e cultural
  7. Ativada: organizações que combinam o ambiente físico e tecnológico
  8. Pré-experiencial: empresas que conseguem bons resultados nos três ambientes, mas não se aprofundam em nenhum deles
  9. Experiencial: empresas especialistas em experiência do colaborador, com alta qualidade em todos os ambientes. 

Esses índices oferecem parâmetros confiáveis para avaliar se a sua organização está oferecendo uma EX à altura dos talentos.  

Para ajudar nessa missão, a Waggl oferece um diagnóstico completo da EX da sua empresa.

Basta responder algumas questões para compreender como andam os níveis de engajamento e clima na sua empresa. Participe.  

Benefícios da employee experience

Agora que você já sabe o que é employee experience, poderá compreender seus benefícios.

Investir nessa experiência é um bom negócio, pois o índice reflete diretamente na performance e produtividade

Confira as principais vantagens da EX. 

Melhora no clima organizacional

O clima organizacional determina a atmosfera do ambiente de trabalho e pode elevar ou abater os ânimos dos colaboradores.

Escute e selecione as melhores ideias com crowdsourcingPowered by Rock Convert
engajamentoPowered by Rock Convert

Por isso, é essencial garantir uma excelente experiência do colaborador, para disparar o grau de satisfação e contaminar a todos com a onda de entusiasmo.

Aumento do engajamento

Já sabemos que o engajamento é um dos grandes desafios das organizações, e a employee experience pode impulsionar o envolvimento dos colaboradores.

Ao oferecer uma experiência superior, você ganha profissionais dedicados ao seu trabalho e comprometidos com os resultados do negócio.

Mais do que isso, a EX cria vínculos poderosos entre os colaboradores e a empresa, que transformam o capital humano em uma máquina de produção de valor.

Garantia de retenção de talentos

A retenção de talentos é outra preocupação constante dos gestores, que precisam garantir a permanência dos profissionais de alto nível no time.

A menor rotatividade significa elevação de produtividade, maior capacidade de inovação, reforço do banco de conhecimento da empresa e menores custos em contratação e treinamento.

Tudo está relacionado, não é mesmo?

Aumento da produtividade

Logicamente, colaboradores engajados e satisfeitos produzem mais e melhor. 

Então, se a ideia é extrair o potencial máximo da equipe, a melhor solução é apostar na employee experience. 

Promoção da marca empregadora

Por fim, a employee experience também alavanca a marca empregadora (employer branding) da empresa.

Isso ocorre quando os colaboradores promovem sua empresa como um excelente lugar para se trabalhar, o que funciona como um ímã de talentos e novos negócios no mercado. 

Como criar a melhor employee experience

Está claro o que é employee experience e como esse conceito pode beneficiar seu negócio, certo?

Agora, sim, você pode seguir nossos passos para criar sua própria experiência. 

  • Prepare a liderança

Os líderes devem saber de cor o que é employee experience e como aumentar os níveis de satisfação e engajamento de suas equipes. 

Tudo começa na alta cúpula, onde o C-Suite se reúne para discutir os rumos da experiência do colaborador na empresa.

Vale lembrar que os líderes e gestores serão os embaixadores da nova experiência, responsáveis por difundir as práticas entre os colaboradores e incorporá-las à cultura da empresa.

  • Ouça os colaboradores

É impossível criar uma employee experience certeira sem ouvir o público-alvo — daí a importância de garantir a participação dos colaboradores.

Para isso, você pode conduzir pesquisas, entrevistas e enquetes para saber exatamente o que os profissionais esperam da empresa.

  • Crie um programa sob medida

A experiência do colaborador não é uma ação pontual, e sim um programa de longo prazo que se consolida junto com a história da empresa.

Por isso, você deverá criar um programa sob medida, com ações de reconhecimento, incentivo e engajamento que obedeçam aos principais critérios do índice da experiência do colaborador. 

Lembre-se de considerar as críticas, sugestões e opiniões coletadas na pesquisa. 

  • Descentralize a comunicação

Nenhum programa de employee experience funciona sem uma comunicação livre e aberta, que possa fluir entre todas as áreas da organização. 

Comece pelo lançamento da experiência, comunicando a todos sobre as mudanças e iniciativas da empresa para melhorar o ambiente de trabalho. 

  • Invista nos três ambientes

Já vimos que os três componentes-chave da employee experience são o ambiente físico, tecnológico e cultural

Seu programa deverá contemplar essas três dimensões com excelência, oferecendo um ambiente de trabalho excepcional, tecnologias modernas e uma cultura inspiradora. 

  • Ofereça e solicite feedback

O feedback é essencial em qualquer experiência do colaborador, pois é um poderoso instrumento de comunicação que garante a assertividade do programa. 

Para construir uma experiência incrível, você deverá implementar feedbacks regulares, respondendo imediatamente aos colaboradores e coletando suas opiniões e impressões. 

Afinal, a dinâmica da organização exige um acompanhamento contínuo dos resultados.

Conclusão

Viu como a employee experience é fundamental para impulsionar seu negócio?

Ao ouvir seus colaboradores, você saberá exatamente do que eles precisam e poderá criar uma experiência memorável, que renda muitos benefícios para a empresa.

Esta foi apenas uma amostra do poder da experiência do colaborador, mas você pode — e deve — se aprofundar mais no assunto. 

Que tal atrair e reter os melhores talentos com um guia completo da EX?

Baixe agora nosso e-book Employee Experience: Como Vencer a Guerra por Talentos e domine essa estratégia para catapultar seus resultados.

Powered by Rock Convert