A nossa série Waggl Wellspring compartilha tendências de engajamento e bem estar no local de trabalho. As fontes incluem pesquisadores acadêmicos e industriais, visionários e neurocientistas. 

O movimento da Liderança Servidora começou em 1970 e agora é um roteiro para melhorar a Experiência dos Funcionários. As citações abaixo descrevem o que é, como e por quê da liderança servidora, com links diretos para cada fonte.

Primeiro, o que é Liderança Servidora?

É o melhor investimento que uma empresa pode fazer… Liderança servidora é uma filosofia e um conjunto de práticas que enriquece a vida das pessoas, constrói organizações melhores e, por fim, cria um mundo mais justo e atencioso. [1]

A humildade e a liderança servidora não requerem que os líderes tenham baixa auto-estima ou assumam uma atitude de submissão. Em vez disso, ela enfatiza que a responsabilidade de um líder é aumentar o senso de dono, autonomia e responsabilidade de seus seguidores. [2]

Segundo, como um líder servidor lidera?

Os líderes-servos têm humildade, coragem e discernimento para admitir que podem se beneficiar da experiência de outros que têm menos poder do que eles. Portanto, eles buscam ativamente as ideias e contribuições exclusivas dos funcionários que eles lideram. [3]

O diálogo significativo e autêntico é uma competência essencial para líderes servidores eficazes.[4] 

E por fim, por que os líderes servidores são essenciais hoje?

O desempenho da empresa, medido pelo retorno sobre os ativos, foi maior em empresas lideradas por CEOs que se engajaram na liderança servidora. [5]

A liderança servidora e a satisfação dos funcionários estão fortemente relacionadas. Além disso, há uma correlação significativa entre a satisfação intrínseca e as pontuações da Avaliação do Consumidor Hospitalar de Saúde (HCAHPS). [6]

Uma filosofia central de liderança servidora fornecerá diretrizes essenciais para ajudá-lo a gerenciar em tempo real… Uma mentalidade servidora o manterá fora dos padrões reativos e autoprotetores que podem impedir seu sucesso. [7]

Reconhecido, “servidor” não parece tão poderoso quanto “chefe”, mas tem o potencial de entregar muito mais do que a maioria de nós realmente busca: influência. [8]

Da mesma forma, o relatório do Gallup 2020 associa o aumento de 35% no engajamento à mudança do papel dos gerentes de “chefe para treinador”. [9] Em suma, este ressurgimento da liderança servidora está claramente sendo recompensado!