Para estabelecer uma cultura de aprendizagem, é preciso criar uma estrutura que valorize e incentive a troca de informações e de conhecimento. Além disso, uma cultura de aprendizado eficaz fortalece a gestão de pessoas e serve como impulsionadora do negócio e dos colaboradores.

Ou seja, aprendizagem é igual a desempenho: quanto mais bem preparados e comprometidos a disseminar o conhecimento dentro da organização, mais os trabalhadores crescem como profissionais e conseguem executar, com excelência, suas funções.

Por isso, para que a sua empresa se mantenha em alto desempenho, neste artigo, apresentaremos dicas de como criar e fortalecer a cultura de aprendizagem na sua empresa. Boa leitura!

Integre a gestão de pessoas com a cultura de aprendizagem

As ações voltadas para melhorar o ambiente e a gestão de pessoas também devem ter como objetivo incentivar o aprendizado. Quando essas práticas estão integradas, os funcionários naturalmente se sentem mais motivados a buscar e aprender novos conhecimentos que facilitem e melhorem não apenas a execução das suas tarefas, como também o ambiente organizacional.

Foque primeiro em estratégias para o desenvolvimento de lideranças

Nada melhor que líderes capazes de disseminar a cultura de aprendizagem dentro de uma empresa. Existem diferenças essenciais entre chefe e líder: o chefe é aquele que apresenta as metas que devem ser alcançadas, sem se interessar em participar diretamente da construção da jornada. É alguém que se limita a ordenar e não acrescentar.

Por sua vez, o líder é aquele que comanda por meio do exemplo, da participação e empatia pelos demais, conseguindo a admiração e a confiança dos membros da equipe. Incentivar o desenvolvimento de profissionais com esse tipo de perfil é primordial, pois o líder tende a possuir uma forte característica instrutiva. Ou seja, criar possibilidades para o desenvolvimento das lideranças é o melhor ponto de partida para fomentar uma cultura de aprendizagem.

Incentive os novos contratados a assumirem responsabilidade pessoal pelo aprendizado

A cultura de aprendizagem deve ser um conceito enraizado em toda a empresa, é importante que seja algo natural em todos os setores e hierarquias do negócio, desde o dono da empresa até o os novos contratados.

Porém, para isso, não basta apenas que os novos funcionários recebam treinamento e capacitação específicos. Isso só fará com que eles estejam aptos inicialmente para exercer os seus cargos. A filosofia da cultura de aprendizado vai muito além disso — e as suas estratégias também devem ir.

Para que todos os profissionais busquem conhecimento de forma contínua, eles precisam assumir responsabilidades próprias de aprendizado. Primeiramente, é necessário que cada novo membro entenda a importância desse método de trabalho, passando pelo próprio reforço de conhecimento e depois pelos incentivos e possibilidades para que eles demonstrem novas habilidades com o passar do tempo.

Formalize planos inteligentes de treinamento e desenvolvimento

Os treinamentos podem ser muito mais do que simples momentos unilaterais, pense em planos para desenvolver o conhecimento dos funcionários, bem como incentivar sobre a cultura de aprendizado. O fato é que, os treinamentos, por si só, já são estratégias de incentivo e motivação para os funcionários. Isso porque todo profissional se sente mais valorizado e confiante quando a empresa demonstra interesse em prepará-lo ainda mais para o mercado de trabalho.

Todavia, essas mesmas sessões são ótimas oportunidades para que os colaboradores entendam e discutam as suas dúvidas e questionamentos sobre a cultura de aprendizado. Essa troca de informações é importante para que todos apresentem seus pontos fracos e retornem para as suas rotinas com maior interesse em implementar uma filosofia de crescimento em seus respectivos departamentos.

engajamentoPowered by Rock Convert

Aplique o aprendizado agregado

Você já ouviu dizer que a “prática é que leva a perfeição”? É por essa mesma linha de raciocínio que segue o aprendizado agregado. Ser efetivo nos treinamentos é importante, porém, não há nada mais motivador do que ser bem-sucedido em situações reais.

No aprendizado agregado, o gestor apresenta tarefas reais para que o funcionário desenvolva o seu conhecimento na prática. Claro, para que essa estratégia funcione para todos os lados, é imperativo que o colaborador já tenha recebido o devido treinamento para executar a tarefa em questão.

Desafiar os profissionais dentro das suas capacidades é encorajador no ponto de vista da aprendizagem e ainda mais importante para o engajamento e motivação.  A cada novo desafio real superado, o colaborador se sente mais confiante e preparado para qualquer situação, mas sempre tendo em mente que novos conhecimentos são necessários para criar uma base forte.

Institucionalize o compartilhamento de informações

O conhecimento é poder e, para que a sua empresa seja forte, todos devem ter acesso a este poder. Por isso, para que não haja um desnivelamento técnico, é vital que se institucionalize o compartilhamento de informações dentro da organização. Institucionalizar significa tornar algo intrínseco, permanente no “DNA da empresa”. É tornar uma ação tão corriqueira que passa a ser vista e praticada de forma natural por todos participantes do negócio.

Ao implementar essa metodologia, você estará se certificando que nenhum profissional fique para trás em questão de conhecimento e que o trabalho desenvolvido seja igual em todos os setores. Em outras palavras, o incentivo não deve ser apenas para o aprendizado, mas também pelo compartilhamento de conteúdos de valor.

Crie oportunidades para que os especialistas das equipes repassem conhecimento

Se você institucionaliza que nenhum aprendizado deve ficar preso ou limitado a um funcionário, equipe ou setor, então também deve criar oportunidades para que esse conhecimento seja repassado.

Para iniciar, faça com que a ideia de “ensinar algo de valor para o próximo” é parte do trabalho de cada um. Assim, a cultura da troca de informações se aplica mais facilmente. Feito isso, é hora de criar oportunidades para que esse conceito funcione realmente. Você pode, por exemplo:

  • criar pontos estratégicos dentro da empresa para que todos coloquem novas ideias sobre diferentes projetos da empresa;
  • realizar encontro de equipes para a troca de opiniões;
  • implementar canais de comunicação para que todos os funcionários consigam interagir entre si.

Permita e trabalhe o feedback entre gestores e colaboradores

Um dos principais erros de empresas que querem disseminar a cultura do aprendizado é não trabalhar corretamente o feedback entre a gerência e os demais funcionários. Por incrível que pareça, muitas nem mesmo abrem possibilidade de diálogo. Um tremendo equívoco para uma organização que deseja ser diferenciada.

O correto é que não apenas se permita o feedback, como também se garanta que ele não aconteça unilateralmente. O trabalho deve ser mútuo, com todos os lados podendo aprender e ensinar uns com os outros. Prevalecendo o respeito e a transparência, o feedback é um caminho inteligente para fortalecer o conhecimento de todos.

Por isso, permita que os funcionários compartilhem conhecimento sem medo de represálias. A confiança depende da comunicação aberta e honesta. Ensine os líderes a se comunicar e enfatizar a importância da transparência.

Enfim, implementar a cultura de aprendizagem é muito mais do que aplicar treinamentos. O fortalecimento dessa metodologia passa pela criação de um local de trabalho onde os funcionários se sintam confortáveis e confiantes para repassarem informações e no qual gestores demonstrem empatia e liderança para serem bons exemplos. Então, analise as dicas apresentadas e garanta que a cultura do aprendizado seja algo natural na sua empresa.

Não deixe de curtir a nossa página no TwitterFacebook e Linkedin e conferir outros conteúdos interessantes.

Powered by Rock Convert