O grande desafio da área de Recursos Humanos nas organizações é manter uma gestão eficiente e favorável ao mix de gerações que fazem parte do quadro funcional no atual contexto do mundo dos negócios.

Essa diversidade começa no processo seletivo, em que são recebidos currículos de profissionais de todas as idades e experiências profissionais, disputando por vagas que, muitas vezes, são de nível inicial. Isso gera para a equipe de recrutamento uma dificuldade ainda maior na escolha dos perfis mais adequados.

Para compreender melhor como o mix de gerações pode ser tratado como um diferencial competitivo nas organizações, este conteúdo apresentará as vantagens e os desafios que o RH precisa conhecer para gerenciar com eficiência essa diversidade e investir nas pessoas que são o grande patrimônio das empresas. Não perca a leitura!

Os desafios do mix de gerações no trabalho

Em uma empresa de grande porte, é inevitável que existam funcionários com diversas faixas etárias — do jovem aprendiz até a diretoria —, e agradá-los não é uma tarefa fácil. Afinal, uma determinada atividade nem sempre será atrativa a todos, o que faz com que esse seja início de conflitos e, consequentemente, aprendizado mútuo.

O RH e os líderes devem estar preparados para gerenciar as divergências que aparecerão e filtrar tudo o que pode favorecer o crescimento das relações, dos setores e da empresa.

Essas desigualdades são perceptíveis desde a contratação, pois enquanto a geração na faixa entre os 40 e 50 anos prefere a estabilidade e o escritório físico dentro da empresa para exercerem seu ofício, os novos talentos são adeptos ao home-office, à flexibilidade de horários e à conciliação de vida pessoal e trabalho.

Para que essas diferenças sejam administradas, a comunicação interna eficiente deve ser prioridade, pois não vai adiantar ter o e-mail como a principal ferramenta de comunicação se as mensagens instantâneas são as mais utilizadas pelas novas gerações.

Todas essas questões devem ser estudadas pela equipe de RH a fim de extrair o que há de melhor de cada geração e realizar estratégias coerentes para a valorização e retenção dos talentos.

tática da escuta é um grande diferencial competitivo, pois unir os métodos antigos que dão certo com as inovações e a flexibilidade dos modelos atuais de gestão é importante para que a empresa consiga captar o melhor de cada talento e desenvolver novos métodos de gestão.

As vantagens do mix de gerações no trabalho

Investir na diversidade é importante para oferecer à empresa as vantagens competitivas necessárias para o crescimento da organização, assim como desenvolver a equipe de RH e líderes para lidar com as várias opiniões e conceitos.

Ao compreender alguns pontos importantes que mostram os benefícios do mix de gerações para o desenvolvimento corporativo é possível criar estratégias mais efetivas de acordo com o quadro funcional.

Ideias inovadoras

As novas gerações se mantêm conectadas quase 24 horas por dia, portanto são clientes em potencial para os estudos a distância, as amizades virtuais e às inovações que surgem todos os dias no mundo inteiro.

Com toda essa tecnologia na palma das mãos, eles encontram soluções rápidas para todo tipo de problema e estão mais abertos ao que as pessoas têm a dizer, pois sentem a necessidade de feedback a respeito do que estão fazendo. A liderança deve estar preparada para as inseguranças dos jovens talentos, assim como a instância de serem estimulados com novas atividades.

Já as gerações mais experientes têm como vantagem o fato de terem passado por diversas mudanças no mundo corporativo, descobrindo em qual ponto erraram e acertaram, o que torna suas opiniões mais embasadas. Contudo, eles têm mais resistência em aceitar o feedback e certa dificuldade ao serem retirados de sua zona de conforto.

Essas questões não podem ser consideradas obstáculos e sim alternativas para que todas as ideias apresentadas sejam válidas e tenham a consistência necessária para que deem certo. Cada visão é um aprendizado e quando o RH gerencia esses conflitos de forma harmoniosa e aberta, todos aprendem e ganham experiência.

Dessa forma, a fusão de diferentes opiniões pode resultar em uma ideia inovadora capaz de mudar métodos, produtos, serviços etc.

Aperfeiçoamento de processos

Devido ao alto contingente de profissionais mais experientes em algumas instituições, inevitavelmente alguns processos se tornam engessados devido à expressão: “em time que está ganhando não se mexe!” Será mesmo que nos tempos atuais é assim que acontece?

Não existe processo que não precise de aperfeiçoamento e a forma mais eficaz é quando se é medido, pois ao identificar e enumerar todas as fases de uma tarefa é possível encontrar formas de melhorar e obter melhores resultados.

Ouvir todos os que participam da atividade também é muito importante, pois quem executa geralmente gostaria que algo fosse modificado no intuito de melhorar e facilitar o dia a dia.

A consequência desse aperfeiçoamento é uma equipe mais produtiva, produtos ou serviços executados com excelência e motivação dos profissionais envolvidos.

Melhora do clima organizacional

Quando falamos em choque de gerações e todo o aprendizado que ele proporciona à empresa, as divergências se tornam fator motivacional para as equipes. Cada profissional se disponibilizará a encontrar uma forma mais eficaz de executar suas atividades e essa competição saudável é estimulante para a melhora do clima interno.

Lembrando que profissionais que gostam do que fazem e têm uma relação de parceria com os demais membros de sua equipe e principalmente com seu líder são mais produtivos, abertos ao feedback e transparentes em suas colocações, pontos importantes responsáveis pela redução de turnover nas empresas.

Fortalecimento da cultura organizacional

Contratar talentos com fit cultural não é uma tarefa fácil, mas quando a empresa consegue administrar profissionais de várias gerações que se identificam com a cultura interna, tudo parece bem mais fácil, principalmente se a organização pratica o que está escrito.

O primeiro passo para que o mix de gerações dê resultados positivos para as empresas é saber se sua missão e valores são executados, a partir disso é possível criar uma estratégia de escuta coletiva: crowdsourcing, capaz de ouvir a opinião de todos os colaboradores sobre diversos assuntos e por meio dos resultados conciliar as ideias e decidir a mais adequada para solucionar um problema, melhorar um processo, criar um produto ou serviço.

A partir do momento que a cultura corporativa é propagada e vivenciada, os colaboradores sabem até que ponto serão ouvidos em suas opiniões. Portanto, fortalecê-la diariamente é a base para o sucesso do mix de gerações.

Mais produtividade

Quando os tópicos anteriores são realizados com êxito, gradativamente as equipes aumentam sua produtividade, pois as pessoas absorvem com mais facilidade todas as mudanças que se apresentam, pois nada é forçado, tudo acontece naturalmente e de forma transparente.

O crowdsourcing é um dos grandes responsáveis por essas mudanças. Ao se sentirem importantes e ouvidos, os talentos se tornam profissionais mais engajados, motivados, valorizados e participativos, pois entendem que suas opiniões são válidas e muitas mudanças acontecem por meio de suas percepções, independentemente de qual geração ele pertence.

Neste texto explicamos a importância de investir no mix de gerações para as empresas, pois toda a diferença de opiniões e experiências pode ser contornada de forma eficiente. Falamos também que o crowdsourcing é o grande facilitador para que os melhores resultados sejam alcançados e a empresa tenha colaboradores engajados e produtivos.

O crowdsourcing também é importante para o seu negócio! Entre em contato conosco, nós vamos realizar a arquitetura de escuta ideal para sua empresa atingir os melhores resultados!

Powered by Rock Convert