Você sabia que conversar com os colaboradores e mostrar individualmente onde mais acertaram e onde precisam melhorar é uma das melhores estratégias de engajamento?  Muito mais do que isso, exemplos de feedback não faltam para que você coloque em prática essa ação que sempre tem grandes chances de obter retorno positivo e significativo na empresa!

Vale dizer ainda que um bom feedback é capaz de esclarecer para o profissional quais são os aspectos mais importantes que a organização precisa que ele reforce. E, melhor ainda, muitas vezes algumas diretrizes e caminhos não ficaram muito claros, mas com a ajuda do feedback isso será bem entendido e, assim, o colaborador poderá exercer seu trabalho de forma eficaz.

Para ajudar você, reunimos bons exemplos de feedback para adotar na sua rotina, bem como para potencializar uma reunião com esse intuito. Confira abaixo e boa leitura!

Exemplos de como dar feedback para você utilizar em sua empresa

1. Escolha o lugar adequado

Procure escolher o lugar mais adequado possível. Pode ser em uma sala para descanso, a própria sala de reuniões, mas sem a frieza que costumam ter, um ambiente de treinamento; enfim, o local que você julgar que realmente é apropriado e confortável para que ambas as partes possam se expressar, ser ouvidas e compreendidas.

Mas, quem disse que para um feedback ser eficiente ele precisa ser feito somente em uma sala fechada, com muito silêncio e longe da rotina do colaborador?

Pode ser feito um “walk and talk”, uma caminhada no quarteirão, ou seja, quanto mais interessante e envolvente for essa reunião, mais chances você terá de o profissional se sentir à vontade para perguntar em que precisa melhorar e até mesmo pedir conselhos.

2. Comece destacando os pontos positivos

Sim! Para que o colaborador fique entusiasmado com a reunião de feedback, é necessário que ela comece de um jeito interessante. A dica é realçar os pontos positivos do trabalho do profissional, destacando as situações em que ele mais se saiu bem e fez um verdadeiro diferencial dentro da empresa.

Diga os motivos principais que levaram você e a chefia a enxergarem nesses exemplos o quanto o colaborador é peça fundamental para a organização. Isso fará com que ele se sinta bem-visto, admirado e importante para a empresa. Sem contar que é uma forma de motivá-lo a encarar os desafios do jeito que mais entende e sempre se superar.

3. Diga o que ele precisa mudar

Entre os exemplos de feedback mais importantes que existem está o apontamento de melhorias. Sabemos que por mais que o profissional seja um dos melhores da empresa, uma vez ou outra será normal que ele cometa falhas ou deixe algo passar. O ideal é que nos momentos de feedback você cite quais foram essas situações.

Escolha as palavras mais adequadas, palavras-chave que reforcem quais atitudes o colaborador precisa rever ou eliminar. Atente na forma como dirá, indicando sempre um exemplo do comportamento esperado, de forma que ele se sinta motivado a mudar. Cometer falhas faz parte, mas todo mundo pode melhorar sempre.

engajamentoPowered by Rock Convert

Nesse momento, aproveite para dar exemplos de outros profissionais que conseguiram bons resultados mudando comportamentos, para melhorar suas entregas. Não precisa citar nomes, mas sim citar as situações que ocorreram e como foram solucionadas depois. Isso também é uma forma de motivar o colaborador.

4. Ouça primeiro, fale depois

Que tal começar a reunião perguntando o que ele achou do desempenho da equipe em geral, do seu próprio e o que ele faria se fosse gestor. Escute com atenção a percepção dele e então dê a sua. Esse momento de empatia fará você entender a percepção do colaborador.

Mesmo que você tenha seu feedback preparado, é importante saber como o seu colaborador enxerga o próprio dia a dia de trabalho. Assim você permitirá um feedback mais assertivo, que faça sentido para o colaborador e que as ações mais adequadas comecem a ser colocadas em prática.

5. Use a técnica do Feedforward

Você já ouviu falar sobre Feedforward? Ele não está bem na lista de exemplos de como dar feedback, já que é uma técnica diferente e que vai em outro sentido. Explicamos: enquanto o feedback é feito principalmente para analisar as ações do passado, o Feedforward tem como foco principal pensar e refletir no futuro, no que tem que ser feito, sem falar nas ações antigas.

Ou seja, aqui o que cabe são maneiras de falar com o colaborador que visem objetivos a partir do momento do encontro e como alcançá-los. Isso é uma ótima forma de exercitar habilidades como ouvir e colaborar, além de ajudar na busca por soluções inteligentes, reforçando a sabedoria individual de cada profissional.

O resultado pode ser surpreendente e ainda deixa o colaborador com a sensação de que uma nova página em branco está prestes a ser escrita.

6. Seja claro e peça honestidade

Uma coisa é certa: quanto mais claro for durante o feedback, mais fácil será para o colaborador entender todas as mensagens que foram passadas. O ideal é que você deixe o momento realmente leve, mesmo para tratar de assuntos delicados. Então, a dica é sempre perguntar se o profissional entendeu o que você disse e se restou alguma dúvida.

Aproveite os bons exemplos de como dar feedback que você conferiu aqui e experimente usar um pouco de cada. Além de deixar o encontro mais interessante, você verá que a dinâmica também será mais prazerosa, sendo mesmo uma conversa entre profissionais que querem o mesmo objetivo: o crescimento da empresa e o seu próprio desenvolvimento na carreira.

Depois de entender melhor alguns exemplos de feedback, agora é hora de organizar todas essas ideias e promover uma reunião interessante e que tenha como foco principal o melhor aproveitamento das informações que serão ali trocadas. Lembre-se de que o objetivo desse encontro é potencializar o desempenho da sua equipe e buscar os melhores resultados. Preparado para encarar o desafio?

Gostou do nosso conteúdo? Entre em contato conosco para que, juntos, possamos pensar nas estratégias mais bacanas para a sua empresa!

Powered by Rock Convert